Processo Criativo by Amanda Andreatta

Hello meninas, tudo bem?


Primeiramente, gostaria de agradecer à querida Fernanda por acreditar no meu trabalho e me oportunizar fazer parte desta Liga INCRÍVEL! Eu estou muito, mas muito feliz e lisonjeada de poder estar aqui!


Mas vamos ao que importa, não é mesmo?


Muitas pessoas me perguntaram, ao longo dos últimos anos, como funciona meu processo criativo. Por isso, não consegui pensar em outro tema, a não ser este, para meu primeiro post.

Bom, processo criativo é algo muuuuuito particular e já digo de início que não existe nenhuma regra que defina isso. O fato é que você só vai encontrar uma forma de criar após tentar de várias maneiras. Por isso, busquei compilar algumas dicas que podem te ajudar.


1 – Compre itens da mesma coleção.

Esse foi um ponto crucial na minha evolução scrapilística. Passei a entender que as coleções são criadas justamente para montarem algo de forma conjunta. As cores combinam, os itens se encaixam e tudo passou a fluir mais naturalmente.

Por vários anos comprei itens isolados de coleções e, mesmo que aparentassem da mesma cor e estilo, eram bastante distintas quando colocadas de forma conjunta. Isso me frustrava porque não entendia como a união de coisas que eu gostava tanto não casava num projeto.

Vale dizer, de novo, que isso não é uma regra hein! Para mim, normalmente facilita o trabalho, porém, misturo constantemente coleções e dá super certo! Além disso, conheço scrappers que misturam coleções completamente diferentes e o resultado é MARA!

Para te ajudar a misturar coleções, vale a leitura do post “Misturando coleções” by Mari Monteiro aqui no blog (sério, são dicas de ouro!)


2 – Invista em cursos.

Este tópico não precisa de maiores digressões. Faça aulas... faça aulas o tempo todo. Não importa o seu nível de scrapbook, esteja em movimento, sempre!

De preferência, procure aprender estilos diferentes e conhecer novas técnicas. Eu sempre digo, TODAS AS AULAS SOMAM ALGO NO SEU PROCESSO CRIATIVO.

Ah! Aqui também vale participar de feiras destinadas ao scrapbook. Além de aprender, as experiências são indescritíveis.


3 – Busque inspirações.

Eu sigo e acompanho o trabalho de muitas pessoas. Meu perfil no Instagram é praticamente destinado a esse mundo e procuro sempre estar antenada.

Além de seguir pessoas que me inspiram, quando vem o bloqueio o criativo uso muito o Pinterest, pois acho uma ferramenta muito legal. Digito no campo de pesquisa o nome da coleção que pretendo usar no projeto e fico printando as ideias para, daí sim, unir tudo que gostei. Aqui no Conexão, busque a aba Inspire-se!

4 – Tenha um espaço criativo.

Aqui não digo em nada muito elaborado. Mas busque deixar seu cantinho com itens que te agrade, que você olhe e suspire. Neste tópico, também inclua ouvir uma boa música e fazer pausas para comidinhas e bebidas gostosas.


5 – Não se cobre.

Por fim, um item que acho muito válido, mas devo confessar que cumpro pouco.

O bloqueio criativo acontece todo o tempo (aqui vale a leitura do conteúdo exclusivo Tesourinha de Ouro da Mari Monteiro - Bloqueio Criativo) e acredito que devemos aceitar que isso acontece e ponto. Dê um tempo, bagunce tudo e volte novamente. Inúmeras foram as vezes em que passei horas em cima de um projeto em que eu não estava gostando e fui dormir frustrada. Ao levantar no dia seguinte e olhar novamente para a disposição, já surgiu uma ideia e o projeto nasceu! Nesses momentos é que me arrependo de ter perdido tantas horas me cobrando no dia anterior.


Bom, espero que estas dicas possam lhe ajudar!


E lembre-se: a única regra do scrapbook é se divertir, SEMPRE!


Beijinhos,

Amanda

Que tal aprender scrap sem sair de casa? Bom, né?

Vem pro Tesourinha de Ouro! São mais de 20 conteúdos (muitos PAPs e dicas) pra você e toda semana tem coisa nova! Clique aqui e participe!

0 visualização